JODI COBB
Fotógrafa titular da National Geographic Society

> Jodi Cobb faz parte da seleta equipe de fotógrafos titulares da revista National Geographic desde 1977. Formada por cinco fotógrafos, esta equipe inclui ainda Sam Abell, Bill Allard, Chris Johns e Nick Nichols. Jodi, a única mulher do grupo, já trabalhou em mais de 50 países e especializou-se em ensaios no Oriente Médio, onde realizou matérias sobre Jerusalém, Jordânia e Arábia Saudita, Ásia, onde fez impressionantes imagens de Hong Kong, Taiwan, Xangai, Tailândia, Polinésia Francesa, Hiroshima e dos navegadores do Vietnã. Ela foi uma das primeiras fotógrafas a cruzar a China após a reabertura para o Ocidente, quando viajou 11.200 km em dois meses para fazer o livro Journey Into China.

> Quando esteve em Israel, Jodi registrou a revolta Palestina na Cisjordânia. Além disso, foi uma das raras mulheres ocidentais a conseguir adentrar o fechado mundo das mulheres da Arábia Saudita, onde teve a oportunidade de fotografar palácios de princesas e tendas de beduínos para um artigo que foi ponto de referência da revista National Geographic, em 1987.

> Graças ao seu talento e sensibilidade, Jodi entrou em um outro reduto secreto, o das gueixas japonesas, para o livro Geisha, publicado por Alfred A. Knopf em 1995. Atualmente, ela fotografa para um artigo e para um livro, The Art of Human Appearance, um projeto mundial que analisa noções de beleza e adornos em todos os continentes. No segundo trimestre de 1999 ela também fotografou para um projeto sobre os sem-teto na América.

> Jodi já fotografou para a série de livros Day in the Life na Austrália, Havaí, China, Japão, União Soviética, Espanha e Estados Unidos. Foi também a principal colaboradora no livro Vietnam Veterans' Memorial - The Wall, editado pela Collins, em 1987; e para o livro Hong Kong - Here Be Dragons, editado pela Stewart, Tabori & Chang, em 1991.

> As fotografias de Jodi têm sido incluídas em exposições no International Center of Photography, Corcoran Gallery of Art, Neikrug Gallery, International Photojournalism Festival em Perpignan, França, em Amã, na Jordânia, patrocinada pela Rainha Noor, Biblioteca Presidencial Jimmy Carter e Freer Gallery of Art. Jodi ganhou uma retrospectiva de seu trabalho na cidade de Steamboat Springs, Colorado, e já realizou uma mostra individual no prestigiado Visa Pour L'Image.

> Jodi leciona no Maine, Missouri, e no Eddie Adams Photographic Workshops, dá palestras no Internacional Center of Photography e no Smithsonian Institute. Ela participou do documentário da PBS, On Assignment, e costuma dar entrevistas para programas respeitados nos Estados Unidos como o Today Show, Sunday Morning with Charles Kurault e 20/20. Entre seus inúmeros prêmios de fotografia destacam-se o White House Photographer of the Year, sendo a primeira mulher a recebê-lo, o National Press Photographers Association e o World Press.

> Em 1996, ela recebeu o prêmio American Society of Media Photographers Special Achievement pelo livro Geisha. Suas imagens em papel e em vídeo de Women of Saudi Arabia ganharam a segunda colocação no Multi-Image International Festival. Graduada em Artes e Bacharel em Jornalismo pela Universidade do Missouri, Jodi viajou o mundo com sua família durante sua infância e cresceu no Irã. Atualmente ela mora em Washington, DC.




De 7 de fevereiro a 17 de março, 2º a 6º feira 8h às 22h sabado, domingo e feriados,13h às 21h.