Twitter Feeds Facebook

"MEU DEUS!"

Meu Deus!

De: Anat Gov
Direção: Elias Andreato
Com: Irene Ravache, Dan Stulbach e Pedro Carvalho

 

Sinopse

A história se passa num dia na vida da psicóloga Ana, personagem interpretada por Irene Ravache, que recebe um telefonema misterioso de um homem desesperado, interpretado por Dan Stulbach, que insiste em marcar uma consulta com ela no mesmo dia. Quando ele chega, apresenta-se como sendo Deus. Deus profundamente deprimido com a situação do Paraíso que um dia criou. Por isso quer acabar com sua vida e, consequentemente, com a vida de toda a humanidade. Ana tem apenas uma sessão de terapia para convencê-lo do contrário e salvar o mundo.

 

Sextas às 21h30 / Sábados às 19h e 21h30 / Domingos às 18h

 

Ingressos: 
Sextas R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia)

Sábados R$ 80,00 (inteira) e R$ 40,00 (meia)

Domingos R$ 70,00 (inteira) e R$ 35,00 (meia)

 

Duração: 80 minutos

 

Classificação: 12 anos


-----------------------------------------------------------------------------------------

 

"A FEIA LULU!"

Meu Deus!

Obra de: Fábio Retti, Fause Haten, Gregory Slivar, Francisco Carlos, Marina Caron e Ondina Clais Castilho

Atriz convidada: Olivia Martins

 

Sinopse

A Feia Lulu é uma obra que pesquisa várias linguagens, mas não pretende se enquadrar em nenhuma delas.
É uma peça de teatro, mas surgiu de um ciclo de performances.
É encenada em um teatro, mas tem o desejo de ser pendurada em uma parede como um quadro, uma obra.
Tem um formato de caixa, para poder ser levado a qualquer lugar.
O pequeno palco de Yves na casa da família em Orã.
Ocupa o espaço sacro de um teatro, mas coloca o público  no palco e deixa a plateia vazia.
Conta a vida de um estilista, mas qual seria este estilista? Somos todos.
Tem no grupo de criadores, estilistas que atuam, iluminadores que dirigem, bailarinas que moldam dramaturgia, músicos que criam cenas e dramaturgos que fazem trilha.
Uma obra onde o desafio à transdiciplinaridade é a força motora.

 

 “La Vilaine Lulu” é uma personagem de quadrinhos, criada por Yves Saint Laurent a partir de 1953 e publicado em 1967. Lulu é um nome que une a primeira sílaba do nome de sua mãe Luciene e de Lúcifer. A palavra “Vilaine” pode ser traduzida como desagradável, feia, má, arteira, malandra, desobediente, levada ou vil. A Feia Lulu é a filha da mãe e do diabo.
Ela é a possibilidade de viver a liberdade inconsequente de uma menina de 4 anos de idade. Ela é a vingança e a redenção. Ela é a dor transformada em obra artística. Ela é a salvação!

 

A FEIA LULU é uma baixinha, atarracada e gorducha, que poderia ser facilmente uma criança vítima de “bulling”. Ela teria tudo para ser uma menina solitária, retraída e infeliz. Mas Lulu tem uma auto estima invejável. Um domínio completo de uso do seu corpo e de sua sedução. Uma sabedoria em jamais se trair, custe o que custar... literalmente.

Se ela fosse analisada como uma adulta poderia ser chamada de maléfica, demoníaca ou sádica. Mas ela é apenas uma criança de 4 anos de idade que age com seus instintos. Se ela quer algo que ela não tem, ela apenas vai ali e pega.
Se ela quer se divertir, ela pode envenenar suas amigas. Se ela tiver uma rival no amor, ela pode, por exemplo, queimá-la viva.
Lulu é um desenho animado e ali naquele mundo, a morte e a perversidade tem outros pesos e medidas. Ela desconhece regras e proibições. No mundo da Feia Lulu, tudo é muito simples e fácil.

 

Yves Saint Laurent é um dos nomes mais conhecidos do século XX. Sua atuação na moda e na sociedade ultrapassou limites e deixou marcas no modo de vida contemporâneo. Mas pouco se sabe desse artista sobre o caminho por ele percorrido para escrever essas páginas da história.

 

Pierre Bergé foi seu companheiro e o grande articulador/construtor desse império. Ele é o grande responsável por permitir que esse artista fizesse seus vôos criativos com segurança.

 

Fause Haten é um artista conhecido na moda brasileira que vem transpondo as barreiras e os limites disciplinares de seu universo.

 

Segundas e Terças no Teatro FAAP às 21h

 

Ingressos: 
Sextas R$ 60,00 (inteira) e R$ 30,00 (meia)

 

Duração: 70 minutos

 

Classificação: 14 anos


------------------------------------------------------------------------------------------

 

INFO


Local: Rua Alagoas, 903 - Higienópolis
Televendas: 3662-7233 e 3662-7234
Bilheteria: Quarta à Sábado das 14h às 20h / Domingo das 14h às 17h

Compras on-line e mais informações: www.teatrofaap.showare.com.br

Televendas:

11 3662-7233 / 11 3662-7234


Cursos:

11 3662-7232 / 11 3663-7235

Copyright 2002/2014 FAAP - Todos os direitos reservados - Expediente