Fundação Armando Alvares Penteado
  • Português
  • Inglês
  • Francês
  • Espanhol
MAB - Museu da Arte Brasileira FAAP

Setor Educativo

« Voltar à página anterior

ARQUIVO CONVERSAS NO MAB – 2017

MAB apresenta neste ano um ciclo de encontros com artistas, curadores e pesquisadores no evento “Conversas no MAB”.

 

FELIPE CHAIMOVICH no dia 20 de março às 14h.

Felipe Chaimovich é doutor em Filosofia pela USP, professor da Faculdade de Artes da FAAP, curador e crítico de arte. É autor de "Iran do Espírito Santo" (São Paulo: Cosac & Naify, 2000), de “Objects or reflexion: Brazilian cultural situation”, em Rand et al. (eds.), On cultural influence: collected papers from Apexart International Conferences 1999-2006 (Nova York: Apexart, 2006) e de“Greenberg after Oiticica: Teaching Art Criticism Today”, em Elkins et al. (eds.), The state of art criticism (New York: Routledge, 2008).  É membro do Comitê Brasileiro de História da Arte, do Conselho Internacional de Museus e da Associação Internacional de Críticos de Arte.

 

PAULO WHITAKER no dia 10 de abril às 14h.

Nasce em São Paulo em 1958. Vive e trabalha em São Paulo, Brasil. Entre suas exposições individuais, destacam-se: Plug In Gallery (1991, Winnipeg, Canada), Galerie Ruta Correa (1994, 1997, Freiburg, Alemanha) Casa Triangulo (1997, 1999, 2004, 2006, SP), Sol del Rio (1998, 2001, 2005, 2012, Guatemala), Galeria Nara Roesler (2009, SP), Illingworth Kerr Gallery (2008, Calgary, Canada), Confederation Centre of the Arts (2009, Charlottetown, Canada), Galeria Roberto Alban (2013, Salvador, Bahia). Participa também de mostras coletivas desde princípios dos anos 90, entre elas: Panorama da Arte Brasileira (1995, curadoria de Ivo Mesquita, Museu de Arte Moderna de São Paulo), O Brasil no Século da Arte (1999, coleção do Museu de Arte Contemporânea de São Paulo na FIESP), Arte Contemporânea Brasileira sobre papel (1999, curadoria de Tadeu Chiarelli, MAM SP), 25ª Bienal Internacional de São Paulo (2002, curadoria de Agnaldo Farias).

 

PAULO ALMEIDA no dia 24 de abril às 14h.

Nasceu em São Paulo em  1977. Vive e trabalha em São Paulo, SP.
Formado em 2005 pela FAAP, tem participado dos principais programas de exposições para jovem artistas do pais, Rumos Itaú Cultura (2005), Programa de Exposições do CCSP (2008), Cultura Inglesa Festival (2011), Temporada de Projeto do Paço das Artes (2012), contando com exposições no Itaú Cultural, Paço Imperial do Rio, Casa Das Onze Janelas, MAC Goiânia, Bienal de Cuenca (Equador), SESC Pompéia, Fundação Bienal de São Paulo, MAC Paraná, Centro Cultural Parque de España (Argentina), CENART (México), CCE- Mx (México), World Bank Cultural Center (E.U.A), CCSP, Centro Cultural Luiz Cardoza y Aragon (Guatemala), Instituto Cultural Mexicano (Costa Rica), Sala Nacional de Exposiciones Salarrué (El Salvador), Museo de Arte de El Salvador (El Salvador), Centro de Artes de San Agutín (México), dentre outros. Realizou residências na Argentina (2008), México (2009) e na India em agosto/setembro de 2012, esse ano participa de exposições no Paço das Artes e Museu Murillo la Greca com a mostra Black Market, Espelho Refletido no Centro de Arte Hélio Oiticica – Rio de Janeiro, Arte Visual Iberoamericano – Guatemala e Panamá e a Individual Reflecting the Museuns na Galeria Leme, que o representa desde 2006.

 

RUBENS FERNANDES JUNIOR no dia 08 de Maio, às 14h.

Rubens Fernandes Junior é pesquisador e curador independente de fotografia. É Professor e Diretor da Faculdade de Comunicação da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP). É Doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. É Curador do Prêmio Fundação Conrado Wessel de Fotografia. É membro da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA). Como diretor do NAFOTO - Núcleo dos Amigos da Fotografia - realizou dez edições do Mês Internacional de Fotografia de São Paulo entre 1993 e 2011. Realizou Curadorias de exposições fotográficas, individuais e coletivas, no Brasil e no exterior. Publicou vários livros e ensaios entre eles: Papéis Efêmeros da Fotografia (Editora Tempo D’ Imagem, 2015); Fotografia em Revista (FAAP e Editora Abril, 2009); Geraldo de Barros - Fotoformas e Sobras (2006); Labirinto e Identidades - Fotografia Brasileira Contemporânea (2003), e ambos pela Cosac Naify.

 

BOB WOLFENSON no dia 15 de Maio, às 14h.

Bob Wolfenson fotografa há 40 anos. Cresceu no Bom Retiro. Nos anos 1980 viveu durante um ano em Nova Iorque, onde trabalhou como assistente do fotógrafo de moda norte-americano Bill King. Na sua volta ao Brasil, desenvolve um trabalho voltado à fotografia de moda. O livro “Jardim da Luz” – composto de retratos de inúmeras personalidades da cena política, artística e cultural brasileira – e a sua respectiva exposição, realizada no MASP (Museu de Arte de São Paulo), são o marco inicial de seu reconhecimento público. Sua face mais eclética vem à tona nos anos 2000. Idealiza e concebe a “Revista 55”, dedicada às artes visuais e à cultura brasileira. A 55 chega apenas à segunda edição, dando lugar à sua sucessora, a revista “S/N” também co-editada por ele até 2015. No São Paulo Fashion Week de 2003, realiza uma grande exposição de retratos de moda, “Moda no Brasil por Brasileiros”. Em 2004, no Museu de Arte Brasileira – FAAP conjuga duas séries fotográficas, e é a matriz para o livro “Encadernação Dourada – Antifachada”. Bob revisita suas memórias de infância na exposição coletiva “Bom Retiro e Luz: Um Roteiro, 1976 – 2011.  Ainda em 2013 realiza a exposição “Belvedere” na Galeria Millan em São Paulo. É co-curador com Sergio Burgi, da exposição, “Beleza e Inquietude” sobre a obra do fotógrafo Otto Stupakoff, organizada pelo Instituto Moreira Salles-RJ. Bob segue transitando por várias disciplinas da fotografia deixando sua marca nas principais publicações de moda, de retratos, nas capas de discos e de livros e nos trabalhos pesquisados e inventados por ele mesmo.

 

JUAN ESTEVES no dia 29 de Maio, às 14h.

Foi fotógrafo  e editor de fotografia  da Folha de S.Paulo entre 1986 e 1994, onde também escreveu para o caderno Ilustrada. Tem fotos publicadas no Japão, Estados Unidos (Time e Newsweek), Espanha, Portugal, Alemanha, Dinamarca, Inglaterra, Itália, Tawain e na maioria das publicações brasileiras, como Veja, Isto É, Bravo!, Elle, Marie Claire, Época e Mitsubishi.
Participou de diversas exposições no Museu de Arte de São Paulo - MASP; Museu de Arte Moderna de São Paulo- MAM; Museu da Imagem e do Som de São Paulo -MIS; Funarte, Rio de Janeiro; Museu de Arte Brasileira  da FAAP; Memorial da América Latina; Pinacoteca do Estado de São Paulo, entre outras em 24 individuais em 84 mostras coletivas.
Tem obras nos acervos do Museu de Arte Moderna de São Paulo-MAM; Museu de Arte de São Paulo - MASP; Musée de L'Elysée, Lausanne, Suíça; Instituto Moreira Salles -IMS; Pinacoteca do Estado de São Paulo; Museu de Arte Brasileira-MAB-FAAP; entre outros.

 

EDILAMAR GALVÃO no dia Dia 05 de Junho às 14 horas, apresentou o tema:
"A experiência estética como experiência de vida: reflexões sobre o gosto e o juízo estético na filosofia".

Edilamar Galvão é jornalista, poeta e doutora em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. É professora de Estética nos cursos de Comunicação, Produção Cultural e de Pós-Graduação nas Faculdades de Comunicação e de Artes Plásticas da FAAP.

 

JOÃO BRAGA no dia 19 de junho às 14h, apresentou o tema: “MODA NO BRASIL”.

João Braga é professor da FAAP desde 1990, especialista em História da Indumentária e da Moda pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo, em História da Arte pela FAAP e em Histoire du Costume pela ESMOD (Paris). É autor de 11 livros na área de Moda (sendo 4 deles em coautoria) e atua também como articulista em jornais, revistas, sites e blogs.

Top