O Museu de Arte Brasileira da FAAP apresenta, a partir de 21 de agosto de 2006, pela primeira vez no Brasil, a exposição “Deuses Gregos - Coleção do Museu Pergamon de Berlim”.

A civilização mais importante da antigüidade e também a mais influente de toda a história será tema da mostra, que reúne 200 peças de arte greco-romana. Este acervo, um dos mais importantes do mundo, faz parte da coleção do Museu Pergamon de Berlim, o mais conhecido dos 17 museus pertencentes à Fundação Prussiana de Cultura (SPK).

Os doze deuses do Olimpo – do pai Zeus aos filhos Apolo, Athena e Dionísio, até o neto Asclépio – serão exemplificados através de seu caráter e de suas ações. A maior parte das obras de arte será mostrada em seu devido contexto, ou seja, no meio para o qual foram criadas originalmente: poderão ser vistas imagens de deuses e dádivas preciosas, assim como ex-votos de pedra, na encenação de um santuário. Peças em bronze e barro queimado estarão dispostas em um outro santuário aberto, onde também se terá a noção de aspectos do antigo ritual e da música, específicos para as divindades do panteão grego. Esculturas dionisíacas serão mostradas em um jardim de uma vila romana, onde poderão ser apreciadas entre árvores reais e fontes de água.

A Grécia sempre seduziu gerações, através de seus grandes pensadores, arquitetos que criaram estilos copiados no mundo inteiro e também por ser considerada o berço da Democracia e do Teatro. Sua mitologia continua encantando crianças, jovens e adultos e será retratada por meio de peças em mármore, bronze e barro queimado, mostrando a dimensão e o efeito real que as obras greco-romanas tinham em seu tempo. Nunca uma exposição tão expressiva de arte greco-romana deixou o museu de Berlim. Nesta sua primeira trajetória, 15 pesquisadores trabalharam na descrição e na pesquisa das peças, orientados por dois curadores: a arqueóloga alemã Dagmar Grassinger e o antropólogo brasileiro Tiago de Oliveira Pinto. Serão aproximadamente 22 toneladas de obras de arte, distribuídas em 80 caixas com o total de 90 metros cúbicos, saindo do Museu de Berlim com destino a São Paulo. Dentro delas, Aphrodite, Artemis, Apollo, Dionísio, Zeus, Poseidon e escultura em mármore de um Pan junto a um hermafrodita, entre outras representações de deuses, heróis e semi-deuses gregos. A mostra é fruto da parceria da FAAP com o governo brasileiro, através do seu Ministério da Cultura, e visa a realização de atividades que promovam o intercâmbio cultural entre Brasil e Alemanha, constituindo a chamada “Copa da Cultura”.

Antigüidade Greco-Romana

Muito mais do que demonstrar, através das peças, o esplendor do mundo da antigüidade greco-romana, a exposição pretende traduzir este universo ao visitante brasileiro. O curador Tiago de Oliveira Pinto lembra que o mergulho profundo na cultura greco-romana tem importância para a compreensão da civilização ocidental, da qual o Brasil também faz parte. “A familiaridade que temos com a cultura grega está, por exemplo, na ligação direta do transcendental com as coisas práticas da vida, na união de religião e ciência e na importância do corpo humano como parâmetro estético em nossas vidas”, comenta.

Tiago lembra, ainda, o aspecto da identificação que os brasileiros terão com as grandes famílias dos deuses gregos, que se assemelham aos mortais em seus anseios, suas relações de parentesco, amizades, brigas e ciúmes. “O fato de podermos exibir uma coleção no Brasil é muito importante para nós, porque nos ajuda a olhar sobre o nosso acervo com outros olhos; a organizá-lo e apreciá-lo de maneira diferente da que vínhamos fazendo há décadas”, acrescenta o Prof. Klaus Dieter Lehmann, presidente da Fundação Prussiana.

Convênio Cultural

Em setembro de 2004, a FAAP assinou um convênio com a Fundação Prussiana na presença do Ministro da Cultura, Gilberto Gil, para a realização da mostra. “Sabíamos que estávamos prestes a realizar um projeto de grande envergadura internacional. No entanto, não imaginávamos o seu excepcional ineditismo e sua verdadeira importância histórica para o Brasil, além dos muitos desdobramentos que o projeto já tomou e ainda deve tomar este ano”, comenta Celita Procopio de Carvalho, presidente do Conselho de Curadores da FAAP.

A coleção virá diretamente da ‘Ilha dos Museus’, localizada no centro histórico de Berlim. O Museu do Pergamon é um dos cinco grandes museus localizados sobre uma ilha do Rio Spree, é patrimônio histórico da humanidade da Unesco e faz parte da Fundação Cultural Prussiana.

O Museu de Arte Brasileira tem sido palco de mostras marcantes para a história da cultura do País. Exposições como ‘China’, ‘Napoleão’ e ‘A Herança dos Czares’ atraíram milhares de pessoas. O grande exemplo é a exposição ‘A Arte no Egito no Tempo dos Faraós’ que, sozinha, atraiu 400 mil pessoas. O museu possui ainda um acervo próprio de arte brasileira, datado a partir do final do século 19, que conta com obras de artistas como Anita Malfatti, Brecheret, Di Cavalcanti, Goeldi, Lasar Segall, Pancetti, Portinari, Volpi, Cícero Dias, Tomie Ohtake, Arcângelo Ianelli, Lygia Clark, Burle-Marx, entre outros.

Algumas fotos de obras da exposição
Download do folder [frente] [verso]

Deuses Gregos. Coleção do Museu Pergamon de Berlim
Data: de 21 de agosto a 26 de novembro de 2006
Local: Museu de Arte Brasileira da FAAP
Endereço: Rua Alagoas, 903 - Higienópolis
Horário: 3ª a 6ª feira, das 10h00 às 20h00
Sábados, domingos e feriados, das 10h00 às 17h00
Informações: (11) 3662-7198
Visitas Educativas: Agendamento (11) 3662-7200
Entrada Gratuita