Faltam -74 dias

CSNU

Conselho de Segurança das Nações Unidas

Guerra Civil no Iêmen

Sejam bem vindos, delegados!

Estabelecido em 1946, o Conselho de Segurança das Nações Unidas é considerado um dos centros da geopolítica mundial atual e tem como função a manutenção da paz e segurança mundialmente. Esse órgão é composto por 15 países membros, sendo cinco permanentes e com poder de veto – Estados Unidos, Reino Unido, China, Rússia e França – e dez temporários. No XIII Fórum FAAP, esse comitê discutirá a Guerra Civil iemenita e seu impacto no cenário internacional.

O Iêmen, o país mais pobre no Oriente Médio, está há um ano e meio passando por um grave conflito com bombardeios diários, hospitais destruídos, ameaças terroristas, colapso econômico, crise de fome e desnutrição. Segundo a ONU, já são mais de 10 mil civis mortos nessa guerra.

Essa tensão tem sua origem na Primavera Árabe, quando rebeldes xiitas houthis se beneficiaram dos protestos contra o então atual presidente, Ali Abdullah Saleh, para expandir seu controle territorial no país. Os houthis, apoiados pelo Irã, conquistaram a capital iemenita, Saana, e, com isso, fizeram com que o atual presidente fosse sujeito a fugir para a Arábia Saudita. A partir desse momento, a Arábia Saudita criou uma coalizão com o apoio de países como Bahrein, Emirados Árabes Unidos, Catar, Kuwait, Egito, Jordânia, Marrocos, Paquistão e Sudão para conter a aproximação dos houthis. Essa aliança tem o apoio militar e logístico dos Estados Unidos. Além desses países citados, ainda participam do conflito tribos sunitas, a Al-Qaeda e o Estado Islâmico.

Com a situação catastrófica em que se encontra o país e sem previsão de término, é de extrema importância essa discussão no XIV Fórum FAAP para, assim, chegarmos a um consenso de como solucionar essa guerra e restaurar a segurança na região.